quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Ponte de Pedra - beleza natural em Goiás

A Ponte de Pedra é um lindo lugar onde podemos ter contato direto com a natureza, por lá passa um rio com o mesmo nome. A Ponte de Pedra fica localizada no município de Paraúna na divisa com o município de Rio Verde. As águas do Rio Ponte de Pedra, distante 60 km da cidade, esculpiu uma ponte natural de pedra e embaixo, por onde passa o rio, formou-se uma caverna cheia de estalactites e estalagmites de grande beleza e interesse científico. É uma obra de arte, uma visão única.

Água límpida

Água da nascente dentro da gruta

Vista de dentro da caverna




Vista da escada na caverna

Buraco no teto da caverna, algumas pessoas se arriscam a fazer rappel aí



Formações rochosas dentro da caverna


Formações de estalactite e estalagmite








O Rio Ponte de Pedra passa dentro da caverna



Vista do rio



Pequena cachoeira ao fundo

Arco formando uma ponte de pedra sobre o rio


Pequena cachoeira da Ponte de Pedra 1


Turista pulando de cima da cachoeira

Turistas se refrescando na cachoeira

Turistas na Cachoeira Ponte de Pedra 1

Buraco em cima da caverna

Turista juntando o lixo acumulado






Correnteza do Rio Ponte de Pedra

Um belo lugar com paisagens maravilhosas

Rio Ponte de Pedra, ótimo para a prática de rafting
  
 




Existe área de campping, onde as pessoas podem acampar e é totalmente gratuito. A minha grande preocupação é com a conciência ambiental que a maioria dos turistas não tem. Eles usam o local, tomam banho no rio, mas podemos encontrar latinhas de cervejas por toda parte, sacolas de plástico... todo tipo de lixo. E quem cuida? Ninguém. Conheço este lugar há mais de 10 anos e vejo que a cada ano essa beleza tem morrido aos poucos. Se nós não cuidarmos, ela pode um dia deixar de existir. Eu luto por conciência ambiental dos turistas e outro fator importante, é que não há nenhum órgão que fiscaliza e que é responsável pela preservação deste local. Não falo de cobrar dos turistas que visitam o local, até porque isso foi Deus quem fez, mas falo da fiscalização da poluição, das plantas que as pessoas tiram de lá...
Muitas pessoas que moram em Rio Verde e região não conhecem e até nunca ouviram falar deste lugar maravilhoso. Vamos ajudar a divulgar esse lugar tão lindo para turismo, descanso e lazer. Mas não podemos esquecer de cuidarmos para que um dia essa paisagem maravilhosa não acabe.

Possível Construção de PCH


No ano de 2010, na Câmara Municipal de Rio Verde, houve uma AUDIÊNCIA PÚBLICA sobre a possível construção de uma PCH (Pequena Central Hidrelétrica) no Rio Ponte de Pedra (Rio Verde e Montividiu). Este projeto tem os nomes de Ponte de Pedra 1 e Ponte de Pedra 2 realizado pela empresa Amparo Energia Ltda. e será para toda a BACIA RIO DOS BOIS.

NÃO PODEMOS de maneira alguma permitir que isso aconteça, pois lá é um lugar lindo, com grutas, cavernas e cachoeiras e um rio lindo, os quais têm bastante importância. Fora esses danos que poderão ser causados se instalado esta 'pequena' hidrelétrica, a fauna e a flora serão devastados desses locais.

No estudo feito (EIA/RIMA) observa-se:

A bacia do Rio dos Bois se encontra totalmente inserida no Bioma Cerrado, em
suasvariáveis fisionômicas compostas principalmente por Campos Úmidos, Veredas, Savanas e Florestas em diferentes estágios sucessionais. As observações realizadas sobre as áreas produziram um mosaico de registros fotográficos acompanhados de recortes de imagens que demonstram as condições atuais dos remanescentes florestais, nível de antropização e
as principais espécies ocorrentes nessas áreas. Este levantamento identificou 91 espécies,distribuídas em 41 famílias.

O grupo da Avifauna teve apenas 38 horas de amostragem por ponto, utilizando-se de metodologia usual de identificação. Como resultado desta amostragem tem-se 198 espécies que estão registradas em tabelas no estudo. Somado a este numero mais 6 espécies foram incluídas a partir de dados secundários, totalizando 204 espécies de aves para a bacia.

Ressalta-se que a curva amostral cumulativa das espécies também se apresenta
ascendenteo que indica que este número tende a ser maior.

Mastofauna – foram realizados trabalhos de amostragens em campo, seguindo as técnicas usuais para esta categoria da fauna, que resultaram em uma amostragem que se encontram registradas no quadro 23 do estudo. Nos levantamentos foram identificadas 26 espécies de mamíferos pertencentes a 19 famílias. Os estudos também consideraram os dados de um EIA realizado em 2007 para o Rio Verde, cujos levantamentos da mastofauna somados ao deste EIBH, eleva a amostragem para 39 espécies e 20 famílias, o que representa aproximadamente 24% das espécies de mamíferos do Cerrado.

Cabe salientar que a curva de amostragem do coletor, apresenta-se ascendente indicando a necessidade de continuidade nas amostragens até a estabilidade da curva. Salientamos que das espécies levantadas, 7 são consideradas ameaçadas de extinção segundo a lista do IBAMA, sendo elas: lontra, onça vermelha, jaguatirica, veado campeiro,lobo guará, cachorro vinagre, tamanduá-bandeira.




Onde fica:
A cidade de Paraúna situa-se na região Centro-Oeste do Brasil, no Estado de Goiás, na Mesorregião do Sul Goiano, na Microrregião do Vale do Rio dos Bois, localizado a 158 quilômetros de Goiânia, tem uma população de 6.500 habitantes.

As vias de acesso são pela GO-184, GO-306.

Fica distante de Brasilia, 365 km - Belo Horizonte, 1060 km - Sao Paulo 1.075 km - Rio de Janeiro, 1465 km.
Paraúna, localiza-se a 16º 56` 52” S e 50º 26’ 55” W Gr, a 721 metros de altitude, com uma área de 3.823 km2 .


Principais Meios de Acesso ao Município de Paraúna-GO

Goiânia X Paraúna via BR-060,GoiâniaX Indiara:102 KM,vire a direita
Go-320,passando por Jandaia,seguir 57 Km até Paraúna.

Goiânia X Paraúna via BR-060 via Palmeiras de Goiás-GO-060 Rod.dos Romeiros
seguir 23 km,virar a esquerda em Trindade,seguir 104 Km passando por Campestre,Palmeiras de Goiás e Palmeúno,no trevo virar a direita pegando a GO-320 e seguir 17 Km até Paraúna.

Goiânia via Firminópolis-GO-060 seguir 98 Km virar a esquerda seguir 48 Km pela GO-164 passando por São João da Paraúna.

Rio Verde X Paraúna via GO-050,120Km,passando por Montividiu e Povoado Ponte de Pedra.

Mapa de localização do município de Paraúna






Por que ir:
Para conhecer monumentos naturais esculpidos pelo tempo, para estudos e pesquisas em arqueologia, geologia, esportes radicais, reflexão, descanso e atividades esportivas: Trekking, Banho, Canoagem, Rafting, Bóiacross, Espeleologia, Corrida de Aventura, Cicloturismo.

Informações: Encontro dos rios, Ponte de Pedra e Rio Corrente. Rio com bastantes pedras e corredeiras fortes, existe grutas, cavernas, com algumas estalactites e estalagmites adornando o salão da caverna, arco formando uma ponte de pedra sobre o rio.

8 comentários:

  1. Realmente seria um crime ambiental a "destruição" de manaciais, e é sem dúvida muito suspeito por parte da Câmara Municipal - a não convocação de uma audiência pública - para discussão do tema.
    Mas não podemos: "arriscar a destruição da floresta, apenas para que uma única planta sobreviva". Estamos vivenciando o inchaço populacional rápido, de nossa cidade, na promessa de "emprego fácil" a nordestinos (problema ambiental, maior e ainda social), em decorrência de nossa pífia infraestrutura em saneamento, habitação e urbana.
    Precisamos urgentemente de novos investimentos nesse setor, principalmente, em energia. Fazer vista grossa a eles, só reflete a superficialidade de opinião de nossa classe média.

    ResponderExcluir
  2. ja foi lae otimo a nao respeitar a limpesa o nassor vissoinhos de de acapamento nao respeitar

    ResponderExcluir
  3. eu,conheci a ponte de pedra a mais de 25anos,quando eu morava em rio verde,pois nasci em rio verde minha cidade querida,mas hoje moro na bahia,mas sepre me vem as recordaçoes,na epoca era muito lindo,a ponte de pedra que saudades,

    ResponderExcluir
  4. Alguém sabe me dizer se tem lugar para acampar por lá?? se puderem me responder por e-mail fica mais facil! paty@a2info.com.br VALEU!!

    ResponderExcluir
  5. Eu morei lá perto a uns 3 anos atrais.
    Moro em rio verde hoje mais não deicho de ir lá sempre até por que um lugar desses não da para deichar de ir

    ResponderExcluir
  6. É sem dúvida uma obra prima da natureza, que precisa ser cuidada, preservada, protegida!

    ResponderExcluir